MENU

Trabalhadoras/es com Deficiência da CUT-DF aprovam contribuição à 16ª Plenária

Entre outros pontos, o documento aprovado destaca a urgente necessidade da ampliação do protagonismo do grupo no movimento sindical

Publicado: 07 Julho, 2021 - 13h50 | Última modificação: 07 Julho, 2021 - 13h59

Escrito por: CUT-DF

notice

O Coletivo de Trabalhadoras e Trabalhadores com Deficiência da CUT-DF aprovou as contribuições para o Plano de Lutas da 16ª Plenária Estatutária da Central no Distrito Federal, que acontecerá nos dias 26, 27 e 28 de agosto. O encontro que deliberou as colaborações aconteceu no dia 10 de junho.

Entre outros pontos, o documento aprovado destaca a urgente necessidade da ampliação do protagonismo do grupo no movimento sindical. “Que as pessoas com deficiência consigam participar das atividades sindicais em igualdade de oportunidades com as demais trabalhadoras e trabalhadores”, diz trecho do texto aprovado.

Aliada às demais pautas da CUT, a mobilização em torno da pauta da deficiência no movimento sindical passa por garantir o cumprimento da cota de vagas em empregos ─ públicos e privados, conforme legislações ─, desconstruir o capacitismo ─ discriminação em razão de deficiência ─ além da garantia de acessibilidade como meio de exercer amplamente a participação social e outros.

O documento ressaltou também a importância da criação de coletivos de trabalhadoras e trabalhadores com deficiência nos sindicatos CUTistas e a realização de debates sobre à empregabilidade das pessoas com deficiência. “Preparar o movimento sindical para atuar contra as discriminações, a precarização das relações de trabalho, em defesa da redução de jornada, sobre aspectos da avaliação de desempenho, o acesso ao desenvolvimento profissional e à aposentadoria especial de pessoas com deficiência”, afirma trecho do texto.

Um novo encontro virtual do Coletivo de Trabalhadoras e Trabalhadores com Deficiência da CUT-DF está agendado para esta quarta-feira (7 ), às 14h30. Na atividade, o grupo fará balanço da atual gestão e elegerá a coordenação do Coletivo para os próximos dois anos.