• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Pelo imediato impeachment de Bolsonaro, povo volta às ruas neste sábado, 24 de julho

A mobilização no Distrito Federal acontecerá no Museu da República, com concentração a partir das 15h e marcha rumo ao Congresso Nacional, às 16h.

Publicado: 19 Julho, 2021 - 15h14 | Última modificação: 19 Julho, 2021 - 16h48

Escrito por: Leandro Gomes

notice

Este sábado, 24 de julho, será marcado por luta contra o governo Bolsonaro. Assim como ocorreu em outras datas, milhares de brasileiras e brasileiros voltarão às ruas pelo fim do governo da morte. A mobilização no Distrito Federal acontecerá no Museu da República, com concentração a partir das 15h e marcha rumo ao Congresso Nacional, às 16h.

Organizados pelas  Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, além da Coalizão Negra por Direitos, os atos acontecem em todo o Brasil e protestam contra a falta de políticas públicas − que já ocasionou a morte de mais 500 mil pessoas −, por vacina para todas e todos, por emprego, direitos e pelo imediato impeachment de Bolsonaro. O Auxílio Emergencial de R$ 600, a mobilização contra a reforma administrativa (PEC 32/2020) e contra o projeto de privatizações também estão em pauta.

"É fundamental que os sindicatos CUTistas estejam nas ruas neste próximo sábado. Para além disso, é preciso também que nossas entidades levem esse debate as suas bases para que todas e todos tenham consciência da necessidade do fim do governo Bolsonaro. Que neste dia 24, façamos mais uma grande mobilização pelo impeachment imediato de Bolsonaro", disse o presidente da CUT-DF, Rodrigo Rodrigues.

Fora Bolsonaro

O ato deste 24 de julho é a quarta grande mobilização contra Bolsonaro só neste ano. As outras atividades ocorreram nos dias 29 de maio, 19 de junho e 3 de julho. Além de protestar contra o desgoverno de Bolsonaro, as brasileiras e os brasileiros estão nas ruas para pressionar o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), a pautar um dos mais de 120 pedidos de impeachment de Bolsonaro.

Entre as solicitações, está o superpedido de impeachment protocolado pela CUT, partidos políticos e movimentos sociais, no dia 30 de junho. Assinado por 46 signatários, o documento reúne todos os crimes praticados por ele até agora. Entre os crimes apresentados estão o descaso no enfrentamento à pandemia do coronavírus, a demora na compra de vacina, além das recentes denúncias de cobrança de propina e superfaturamento na compra dos imunizantes, e outros.

 “O Sr. Lira tem a obrigação e desengavetar a solicitação de impeachment porque o Brasil merece uma resposta ao sofrimento de mais de 500 mil famílias”, afirmou o vice-presidente nacional da CUT, Vagner Freitas.

Guia sanitário

Veja abaixo algumas orientações para participar de forma segura do ato dia 24:

- Use máscara. A Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares (RNMMP) recomenda o uso da máscara PFF2/N95, bem ajustada no rosto, cobrindo nariz e boca, sem vazamentos. Uma alternativa, para quem não tem máscara desse modelo, é usar uma máscara cirúrgica simples, coberta por uma máscara de pano;

- Leve álcool em gel ;

- Leve água (o tempo está seco. Hidrate-se!);

- Evite levar bolsas ou mochilas;

- Se não se sentir seguro em participar da atividade, não tem problema. A mobilização pelo #ForaBolsonaro acontecerá também nas redes sociais. Pegue seu celular e junte-se ao movimento virtual;

- E, principalmente, se estiver com sintomas, fique em casa.