• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Confira a programação da 16ª Plenária Estatutária da CUT-DF

A atividade acontece esse mês e será fundamental para organizar as lutas da classe trabalhadora no próximo período

Publicado: 10 Agosto, 2021 - 15h49 | Última modificação: 24 Agosto, 2021 - 13h11

Escrito por: Leandro Gomes

notice

 

 Nos dias 26, 27 e 28 de agosto, delegadas e delegados das entidades CUTistas se reúnem virtualmente para a 16ª Plenária Estatutária da CUT-DF João Felício e Kjeld Jakobsen”. A atividade, que tem como objetivo atualizar a Estratégia e o Plano de Lutas da Central para o próximo período, conta com uma programação extensa e debaterá temas diversos que são de interesse da classe trabalhadora. (Veja abaixo).

A 16ª Plenária Estatutária da CUT-DF é parte da programação da 16ª Plenária Nacional, que acontecerá nosdias 21 a 24 de outubro de 2021. Este ano, a ação leva o nome de dois ex-presidentes da Central,João Felício e Kjeld Jakobsen, que faleceram recentemente. Com suas lutas e histórias no movimento sindical, os sindicalistas deixaram um legado imprescindível às próximas gerações CUTistas.

"A ideia é que a atualização do Plano de Lutas da CUT-DF seja abrangente e leve em consideração a atual conjuntura de pandemia e de ataques aos direitos sociais e trabalhistas, que se tornaram grandes desafios para as trabalhadoras e trabalhadores. Na renovação da nossa estratégia política e organizativa, queremos envolver todos os segmentos da classe trabalhadora, que é plural e diversa",disse a secretária de Comunicação da CUT-DF, Ana Paula Cusinato.

Direito, trabalho e democracia

Pautas como, direito, trabalho e democracia orientarão as discussões da 16ª Plenária Estatutária da CUT-DF. Além dos temas, as relações de trabalho e os desafios da comunicação sindical pós-pandemia, o cenário imposto às trabalhadoras e aos trabalhadores na regressão neoliberal e as lutas da classe trabalhadora no DF e Entorno integrarão as discussões.

"Desde o golpe de Estado em 2016, a classe trabalhadora tem sofrido uma série de ataques. Com Bolsonaro no poder, além de direitos históricos, estão em jogo a democracia do nosso país e a vida de milhares de brasileiras e brasileiros. Para piorar o cenário, tivemos a pandemia, que foi totalmente negligenciada pelo governo federal e do Distrito Federal, causando prejuízos imensuráveis à trabalhadora e ao trabalhador. Nesse sentido, repensar e ampliar nossa atuação para o próximo período é fundamental", destacou o presidente da CUT-DF, Rodrigo Rodrigues.

Atividades prévias

Além das discussões previstas na programação da Plenária, duas atividades virtuais serão realizadas nos dias 12 e 19 de agosto. As Lives debaterão temas como Meio Ambiente, Comunicação, Cultura, Juventude, Mulheres, Combate ao Racismo, Movimentos Sociais e Direitos Humanos. A transmissão será pelo Facebook da CUT-DF, a partir das 19h.

De acordo com a secretária de Comunicação da CUT-DF, Ana Paula Cusinato, a proposta dessas atividades prévias é transversalizar os debates dos Coletivos e Secretarias da Central."A ideia é que todos os temas sejam debatidos com foco em como eles interferem na classe trabalhadora neste momento. São debates atuais, que envolverão diversos segmentos e trarão mais contribuições à Plenária da CUT-DF", afirmou Ana Paula.

 

12 de agosto | 19h –Debate sobre os temas Comunicação, Cultura, Formação e Meio Ambiente

19 de agosto | 19h - Debate sobre os temas Combate ao Racismo, Juventude, LGBTQI+, Mulheres, Trabalhadoras e Trabalhadores com Deficiência e Organização Sindical

 

Veja abaixo a programação completa da 16ª Plenária Estatutária da CUT-DF João Felício e Kjeld Jakobsen: